Categoria: make

Opções para boca nude

Normalmente quem vê meus batons nude, acha estranho e pergunta: nossa, pra que tantoss batons iguais?

Pra mim eles são bem diferentes, e por isso resolvi falar um pouquinho deles hoje..

Antes de explicar sobre as cores, temos que saber sobre a intensidade, brilho e textura do batom. Na MAC existem diversos tipos de acabamento.

Pra começar, o acabamento (que eu “leigamente” chamo de textura) de cada um é diferente, e se classifica em:

AMPLIFIED CRÈME (A): lembra o acabamento do satin só que bem mais cremoso, com leve brilho e muita cor.

CREMESHEEN (C): é muito cremoso, as cores são vivas com leve brilho.

FROST (F): A cor é fiel ao frasco, só que com muito brilho e muito cintilante.

GLAZE (G): A cor não é fiel ao frasco, é o acabamento que menos tem intensidade de cor e cobertura translúcida.

LUSTRE (L): O acabamento tem um aspecto molhado, lembrando um gloss, é translúcido com textura deslizante, mas a intensidade da cor é mais fraca.

MATTE (M): A cor é bem fiel, com muito pigmento, cor intensa. Sem brilho, acabamento 100% opaco e a textura pode ser um pouco seca.

SATIN (S): Parece com o matte, tem bastante cor, a cor é fiel, mas acabamento é suave, acetinado e cremoso.

Os meus queridinhos do momento tem sido:

Blankety da MAC.

A cor dele é incrível, um bege, meio nude, meio rosado, meio marrom (qto meio hein?). Ele é bem lindão e tem o acabamento Amplified Créme, boa duração e brilho discreto.

O preço da MAC não é tão atrativo, em média 75,00 dinheiros. Uma boa opção nacional é o 101 da linha Intense do Boticário. Eles tem uma diferença mínima; o Blankety é mais rosado e o 101 um pouco mais laranja, mas é quase imperceptível e a duração do nacional é mais baixa em relaçao ao da MAC.

Hue-

Como todo batom nude, é ideal pra combinar com olho bem marcado. Ele tem acabamento Glaze, é bem clarinho e tem uma cobertura translúcida. A cobertura é baixa, mas nada te impede de retocá-lo ao longo das horas.

Hug Me-

Ideal pra ter na bolsa, nude clarinho com um fundo rosa.. Ele é perfeito pois combina com super produções e com quase nada também! O acabamento textura dele é Lustre, harmoniza com diversos tons de pele, e não deixa os lábios ressecados. De todos os acabamentos da MAC, este é o que menos dura nos lábios.. Mas você pode usar um primer antes, ou retocar algumas vezes ao dia, o que a gente acaba fazendo de todo jeito.

Myth-

Ele é super chique e acho que combina com qualquer maquiagem, evento e roupa.

Myth é bem nude mesmo, mais claro que corretivo, é super versátil pois serve também para atenuar a cor de um batom mais escuro. Para conseguir o efeito basta passar o batom e aplicar uma camada do Myth por cima. De qualquer forma, o Myth é indicado para usar quando optar por um olhão e neutralizar a boca. O acabamento dele é Satin, que é parecido com o matte. Na minha opinião passaria por matte despercebido. Entendo que para usá-lo é preciso estar com os lábios em dia, pois ele evidencia bem lábios ressecados!

Creme d’Nude

Batom com acabamento cremesheen, à base de creme. Dos nudes deve ser o mais conhecido, eu tenho dificuldade em lidar com ele, pois acho que ele não é indicado para o nosso clima; o defeito do meu é que vive melecado, como que derretendo.

Crystal bliss da Tracta que eu AMo

Ele substitui à altura todos os outros acima, uma definição excelente para ele seria: tudo e nada nos lábios ao mesmo tempo, bem natural sem ser pálida.

Ele é opaco e o preço gira em torno de 20,00 dinheiros, a única coisa ruim é que tenho tido dificuldade de encontrar a marca na city, sugestões?

Conseguiram perceber diferenças?

Eu as percebo, e escolho o meu conforme a vibe do dia!

Beijooos de boca nude :*

Erros de make..

Essas dicas de make da revista Criativa são bem conhecidas porém não menos verdadeiras, vejam só:

Nada mais frustrante que gastar um tempão para criar um make arrasador e, no fim, perceber que o resultado não ficou tão bacana assim. Os experts em beleza Nádia Tambasco, do Salão Marcos Proença, e Vito Mariella, do Liceu de Maquiagem, em São Paulo, contam quais os dez principais erros na hora de se maquiar e dão dicas infalíveis para desfilar um look incrível. Confira:

1. Base Craquelada
Sabe aquele rostinho com aspecto de casca de laranja? Esse é o efeito que a base craquelada confere à pele, que fica com aspecto ressecado, possibilitando notar pequenas descamações ao longo do rosto.
Para não errar: Em geral, o produto craquela quando a pele não está hidratada. “Antes de aplicar a base, lave bem o rosto, tonifique e finalize aplicando um bom hidratante”, ensina Nádia.

2. Corretivo muito claro nas olheiras
O famoso “panda invertido” acontece quando o tom do corretivo aplicado nas olheiras é muito mais claro que a tonalidade original do rosto.
Para não errar: Clarear a área abaixo dos olhos é um truque bem-vindo para iluminar o rosto. Segundo Nádia, o segredo é não exagerar e utilizar um produto que seja no máximo um tom abaixo da cor de sua pele. Outra dica é aplicar a base antes do corretivo, assim você pode avaliar melhor a cobertura realmente necessária.

3. Blush marcado estilo palhaço
Há garotas que curtem o blush bem marcado nas bochechas, mas, de acordo com nossos profissionais, o estilo não é nada legal. “O produto não deve ficar em evidência, mas sim conferir um aspecto leve de saúde”, diz Vito.
Para não errar: Aplique o produto em movimentos circulares e esfume bem após a aplicação. Se necessário, repita o procedimento para construir uma camada mais intensa de cor.

4. Iluminador em excesso
O produto cria pontos de luz lindos no rosto, mas quando usado de maneira exagerada pode dar a impressão de pele oleosa e suada.
Para não errar: Utilize o iluminador apenas em lugares estratégicos: nas temporas (bem acima da maçã do rosto), na raiz da sobrancelha e no canto interno do olho. As versões em creme são mais fáceis de aplicar.

5. Rosto carregado de pó
O pó não deve ser usado para cobrir imperfeições. Utilize-o apenas para dar acabamento à base e assentar o make. Muitas camadas do produto sobre a pele podem resultar em uma maquiagem superpesada e com cara de reboco.
Para não errar: Passe o pó apenas na zona T (testa, nariz e queixo), que costuma ser mais oleosa que as demais áreas do rosto. Utilize um pincel gordinho para espalhar bem o produto. Se quiser, dê preferência às versões de pó translúcido, ele não adiciona cor.

6. Sombra mal esfumada
Lançar mão de cores diferentes de sombras requer cuidado, as tonalidades devem ser muito bem esfumadas para não criarem blocos de cor.
Para não errar: Use um pincel com cerdas volumosas para esfumar as sombras. Suavize o tom mais escuro até que ele se mescle com a cor mais clara.

7. Lápis de contorno mais escuro que o batom
Nem pense em sair de casa com esse visual. “Lápis marcando os lábios é muito anos 1990!”, adverte o profissional do Liceu de Maquiagem.
Para não errar: O lápis deve ser da mesma cor do batom para que o contorno dos lábios não fique marcado. Um truque legal para fazer com que a cor nos lábios dure mais é aplicar o lápis por todo o lábio e finalizar com o batom.

8. Boca melecada de gloss
O gloss é tendência absoluta para o verão, mas nem por isso você precisa sair por aí com a boca lambuzada de brilho, certo?
Para não errar: Aplique o produto apenas no centro dos lábios e espalhe com um pincel para o restante da boca.

9. Base no tom errado
Nem mais escura, nem mais clara. A base perfeita é aquela que combina perfeitamente com o seu tom de pele. Do contrário, você pode criar um look bicolor estranhíssimo.
Para não errar: A tonalidade certa deve ir ao encontro do tom de pele da região do colo. E evite dar aquele “jeitinho” misturando produtos quando a base não deu certo. Sempre vá à loja e experimente o produto em sua pele antes de arrematá-lo.

10. Batom mate com lábios ressecados
A textura mate é uma das mais difíceis de aplicar. Por ser seca, é preciso que os lábios estejam ultra hidratados para recebê-la.
Para não errar: Esfolie e hidrate os lábios antes de aplicar o batom. Isso evita que a boca fique com um aspecto rachado e propicia melhor cobertura.

Na maioria dos casos se aplica a velha máxima: tudo que é demais sobra!